Prática pode auxiliar gestante a criar e desenvolver atitudes mais saudáveis como aprender a relaxar e eliminar ideias negativas sobre a gravidez

topo_magazine_gestação.fw

A gravidez é uma experiência extremamente pessoal que provoca diversas sensações como alegria, ansiedade, medo do parto, excitação, insônia, sono excessivo. A hipnose na gestação (hipnoterapia) pode auxiliar a gestante a criar e desenvolver atitudes mais saudáveis como aprender a relaxar, eliminar ideias negativas sobre a gravidez, remover o medo do parto, diminuir a ansiedade, reduzir o estresse do dia a dia, desenvolver o auto controle e aprender a relaxar na hora do parto.

O treinamento pré-natal pela hipnose é realizado primeiramente em uma avaliação inicial para conhecer as áreas de vida pessoal da gestante e verificar as crenças disfuncionais a respeito da gravidez e verificar o seu nível de ansiedade.

Após o período da avaliação inicial, as consultas de hipnoterapia da gestação ocorrem uma vez por semana com uma hora de duração. A cada final de sessão de hipnoterapia, a paciente recebe um CD com músicas para relaxamento, que ajudam a diminuir a ansiedade. E no decorrer das sessões, a paciente aprende a auto hipnose para treinar e realizar na hora do parto para relaxar e diminuir a ansiedade.


São várias as vantagens da hipnoterapia durante a gravidez:

Controle do peso corporal

As alterações hormonais, que acontecem na gravidez, também alteram muito o apetite. Sem contar que muitas grávidas recorrem à comida como uma forma de alcamar o nervosismo, estresse ou ansiedade de períodos difíceis. A hipnose atua diminuindo muito a ansiedade que é uma das causas principais da compulsão pela comida. Aumenta também a motivação e a disciplina, melhorando o paladar e reprogramando hábitos e comportamentos alimnetares. Como a hipnose trabalha diretamente o inconsciente, consegue reprogramar a grávida para uma alimentação mais saudável, ajudando a atingir o ganho de peso ideal. É um suporte excelente para reeducação alimentar durante a gravidez e para processos de emagrecimento ou de limitar o consumo excessivo de refrigerantes ou doces – e até mesmo diminuir os impulsos estranhos por alguns alimentos que podem surgir nesta altura da vida de uma mulher.



Diminuir as dores durante a gestação e o parto

A hipnose tem um excelente resultado na gestão da dor, sejam essas dores agudas ou crónicas. Depois do despiste e tratamento das causas orgânicas, consegue-se através da hipnose um suporte para controlar e diminuir muito as dores que surgem durante a gestação de forma natural. É possível diminuir a intensidade e até diminuir a dose ou retirar a necessidade de medicamentos analgésicos ou anestésicos. A hipnose, que ao ser ensinada durante as consultas à grávida é na verdade auto-hipnose, trabalha a percepção da dor que chega ao cérebro e pode ser utilizada também durante o momento do parto para relaxar a musculatura, tendo também um efeito anestésico. Há vários estudos realizados que atestam a eficácia da hipnose durante o parto.



Trabalhar medos, fobias e fantasias durante a gravidez

Muito do que se passa durante a gravidez depende directamente da ideia, das crenças, que se têm desse período. Muitas das crenças, mitos e fantasias persistem por várias gerações e fazem com que a gestante passe por medos que são infundados. Quem nunca ficou preocupada por causa de algo que a avó ou a vizinha contaram, ou de alguma história que leu? A hipnose consegue trabalhar esses pensamentos, ressignificando tudo o que se manifesta em forma de medos e fobias, permitindo que o cérebro fique mais focado e tranquilo. Na hipnoterapia é possível criar expectativas positivas e diminuir bastante a ansiedade e o nervosismo que acompanham a gravidez e a ideia do parto.



Insônias

Algumas grávidas passam por períodos de alteração da qualidade e de quantidade do sono. As mudanças hormonais e físicas no corpo da mulher podem de facto tornar o sono muito leve ou agitado. A hipnose trabalha o relaxamento profundo, levando a um sono cada vez mais tranquilo. É uma excelente aliada contra a insónia, a partir do momento em que a grávida aprende a ficar tranquila e relaxada de uma forma rápida, sentindo-se protegida.



Controle de vômitos (Hiperemese gravídica)

Aproximadamente, uma em cada 500 gestantes sofre com vômitos principalmente no início da gravidez. De forma a melhorar o sistema gastrointestinal, a hipnose tem sido utilizada para controlar as náuseas e os vômitos e os pensamentos negativos associados à alimentação durante a gravidez (e também para efeitos adversos de tratamentos como o da quimioterapia). Recentemente, na Inglaterra, Kate Middleton recorreu à hipnoterapia para melhorar os vômitos severos que tinha durante a gravidez.



Diminuição e tratamento da depressão pós-parto

A utilização da hipnose é muito eficiente para melhorar a qualidade de vida, diminuir o número de complicações causadas pela ansiedade e ter assim um bebê mais saudável. Num estudo de 2001, o psicólogo Paul Schauble comprovou que além disso houve também a melhoria na pressão arterial, nos níveis de estresse, no controle das oscilações de humor e diminuição da depressão pós-parto. Neste caso, o trabalho é focado em aumentar a confiança e a autoestima da futura mãe, fortalecendo o elo de ligação com o bebê, de forma centrada e tranquila.



Fonte: Diário da Manhã

X