A odontofobia, termo utilizado para descrever quem tem medo de dentista, é um tema que ainda permeia a cabeça dos pacientes odontológicos. O medo dos procedimentos odontológicos, que atrapalha e muitas vezes até impede os tratamentos, pode ser controlado com o auxílio da hipnose – uma terapia complementar útil nestas situações que tem como objetivo enxergar o paciente como um todo físico e emocional. O nervosismo e a ansiedade que aparecem ao se deitar na cadeira do dentista, agora é coisa do passado.

medo dentista

O estudo de técnicas menos invasivas, mais naturais e menos agressivas é um desejo da população, assinala. “Há uma demanda da sociedade por este tipo de atendimento dentário. Pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) neste ano aponta que 70% da categoria no País tem interesse na normatização do assunto. Não é para menos, posso assegurar, por experiência própria, que estes tratamentos são efetivos”, acentua Nilo Celso Pires, presidente do Conselho Regional de Odontologia de Brasília.

Muito longe do ocultismo ou das ciências místicas, a hipnose é um procedimento cientificamente fundamentado. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam ninguém faz sob hipnose algo que não faria em estado de vigília. Além disso, por questões éticas, nenhum profissional pode utilizar da hipnose sem o conhecimento do seu paciente.

Além de controle de medo e ansiedade a hipnose pode, em certos casos, substituir as anestesias, reduzir sangramento e salivação, potencializar ou reduzir efeitos de medicamentos, facilitando a terapêutica odontológica.

dentista hipnose

No Brasil, a utilização da hipnose é autorizada aos cirurgiões-dentistas no artigo 6ºda Lei nº 5.081, de 24/08/66, que regula o exercício da Odontologia. Recentemente o Conselho Federal de odontologia reconheceu-a como habilidade do Cirurgião Dentista, no entanto, é necessário que os profissionais sejam devidamente habilitados a aplicação das técnicas específicas da hipnologia.

Na hipnose, o profissional através da palavra, conduz o paciente a um estado alterado de consciência muito parecido com o sono fisiológico, onde, no estado de hipnose, o paciente torna-se capaz de utilizar seus recursos naturais do corpo e da mente em prol da sua saúde. Essa prática amplia assim, a visão do processo saúde-doença.

São considerados de extrema importância, os aspectos emocionais do paciente. O estabelecimento de um vínculo de confiança entre o profissional e o paciente é parcela fundamental para o tratamento. A escuta acolhedora, a visão singular e integral do paciente, o uso de palavras apropriadas, são habilidades dos hipnólogos que propiciam a criação desse vínculo.

1816838439-dentista_paciente_-_c-300x190

As aplicações da hipnose e os benefícios alcançados são ilimitados, por basearem-se na mobilização de recursos internos do paciente. Podem-se enumerar diversos benefícios do uso da hipnose na clínica odontológica:

  • Não necessita de recursos adicionais, como medicamentos ou instrumentos.
  • Pode ser empregada no ambiente clínico, sem necessidade de locais específicos.
  • Pode ser utilizada nas diversas especialidades odontológicas.
  • Torna o profissional mais capacitado para ouvir e compreender o paciente.
  • O profissional habilitado, pode utilizar a hipnose junto com o tratamento clínico.
  • O paciente participa e colabora mais com o tratamento.
  • Diminui o estresse do tratamento para o paciente e dentista
  • Reduz a preocupação com a dor proporcionando mais conforto ao paciente
  • Aumenta a confiança no profissional
  • Auxilia no tratamento de traumas anteriormente experimentados
  • Aumenta o nível de relaxamento do paciente na cadeira odontológica